Resfriando gases atômicos com desordem

Átomos ultra frios se mostraram capazes de  emular  uma série de fenômenos fundamentais da Física da Matéria Condensada, como condensação de Bose-Einstein, transição de Mott, efeito Hall quântico, dentre outros. Resfriar o sistema o suficiente para atingir as temperaturas necessárias para explorar o magnetismo e supercondutividade exótica em redes de átomos fermiônicos ainda é um grande desafio. A Profa. Thereza Paiva e colaboradores fizeram uma proposta de um método para produzir um gás a temperaturas ultra baixas, preparando o mesmo em um potencial desordenado e desligando a desordem de maneira adiabática. Dependendo da desordem, da intensidade da interação entre os átomos e da temperatura iniciais, este procedimento pode levar o gás a estados antes inacessíveis, e permitir que  fases ainda não completamente compreendidas sejam atingidas.

O trabalho, publicado na Physical Review Letters, pode ser encontrado em http://journals.aps.org/prl/abstract/10.1103/PhysRevLett.115.240402