1. CANCELADO – Seminário PPGMFA – José Carlos Parente de Oliveira

    O Prof. José Carlos Parente de Oliveira (Instituto Federal do Ceará) apresenta o seminário:

    Evidências científicas indicam que não há Aquecimento Antropogênico

    O mundo parece caminhar para uma ruptura completa de suas estruturas econômicas com reflexos profundos no modo de viver de cada habitante da Terra. A agenda climática em desenvolvimento propõe soluções energéticas que impactarão e afetarão a vida de todos, em todos os aspectos. E tudo isto se baseia no “consenso climático” de que a crescente concentração do “poluente” CO2 antropogênico eleva a temperatura atmosférica. E esta elevação, inexoravelmente, levará a um desastre climático de proporções planetárias.

    Entretanto, o CO2, longe de ser “poluente” é um nutriente básico da cadeia alimentar, sendo fundamental ao desenvolvimento e à manutenção da vida na Terra. E, em relação ao balanço energético atmosférico, o papel desempenhado pelo CO2 antropogênico é insignificante, mesmo se duplicada a sua concentração, conforme indicam evidências científicas. A outra variável central na discussão do aquecimento antropogênico é a variação da temperatura atmosférica, cujos resultados, obtidos por termômetros na superfície, e em balões e satélites, estão claramente em desacordo.

    Além de olhar o CO2 e a temperatura sob outra perspectiva, na palestra serão apresentados argumentos baseados em evidências científicas que indicam que os modelos climáticos ainda não incorporam sistemas complexos participantes do clima, a exemplo das nuvens; que o Sol é o motor responsável por girar a máquina Terra; que a frequência e magnitude de tempestades não estão aumentando; que a velocidade com que o nível do mar está se elevando é bem aquém do que noticiado; que o gelo na Terra aumentou; que há um crescente e pujante verdejamento da Terra; que uma tendência de resfriamento global poderá já estar em curso.

    https://if-ufrj-br.zoom.us/j/8297838539
    ID: 829 783 8539

  2. Seminário PPGI-FisAplic – Lúcia Helena Coutinho

    A Profa. Lúcia Helena Coutinho (IF – UFRJ) apresenta o seminário:

    Produção de dications por fotoionização com raio-X moles: o caso do clorobenzeno

    Neste seminário serão apresentadas algumas técnicas experimentais de análise de processos de fotoionização, como NEXAFS, espectros de fotoelétrons e de coincidência elétron-íon, usando a fotoionização do clorobenzeno como exemplo. Serão apresentados resultados de medidas nas bordas do C 1s e Cl 2p do clorobenzeno utilizando as técnicas mencionadas, em que relacionamos a produção de dications estáveis com faixas de energias de elétrons Auger.

    https://if-ufrj-br.zoom.us/j/8297838539
    ID: 829 783 8539

  3. Seminário PPGI-FisAplic – Marta Feijó Barroso

    A Profa. Marta Feijó Barroso (IF – UFRJ) apresenta o seminário:

    Avaliações educacionais e o ensino de física

    Compreender o que os alunos sabem é necessário para ensinar. Diagnósticos genéricos sobre o fracasso do processo de ensino no país, e do ensino de física (e ciências) em particular, não nos ajudam a propor intervenções efetivas. Fazer um diagnóstico preciso num país diverso e desigual é difícil, e exige dos pesquisadores abordar as situações sob múltiplos ângulos e perspectivas. Avaliações em larga escala são polêmicas e restritas a apenas alguns dos objetivos educacionais. Mas o estudo de seus resultados pode fornecer evidências que possibilitem mudanças de rumo e reflexões. Apresentamos aqui o trabalho desenvolvido por uma equipe que analisou o desempenho dos estudantes brasileiros nos exames de ciências da natureza do ENEM e de ciências do exame internacional comparativo do PISA. A partir das evidências são feitas algumas inferências que possibilitam repensar o processo de formação de professores de física e de ciências?.

    https://if-ufrj-br.zoom.us/j/8297838539
    ID: 829 783 8539

  4. Seminário PPGI-FisAplic – Bruno Pontes

    O Prof. Bruno Pontes (Instituto de Ciências Biomédicas – UFRJ) apresenta o seminário:

    Física e Biologia: um amor possível no Laboratório de Pinças Ópticas da UFRJ

    Neste seminário abordarei o que temos feito no Laboratório de Pinças Ópticas da UFRJ, um laboratório multidisciplinar que utiliza metodologias físicas para responder problemas biológicos. Contarei um pouco sobre nossa experiência em medir propriedades mecânicas de células vivas, bem como a capacidade dessas propriedades físicas em influenciar fenômenos biológicos. Também mencionarei os projetos atualmente em andamento no laboratório.

    https://if-ufrj-br.zoom.us/j/8297838539
    ID: 829 783 8539

  5. Seminário PPGI-FisAplic – Carlos Eduardo Aguiar

    O Prof. Carlos Eduardo Aguiar (IF-UFRJ) apresenta o seminário:

    Um Primeiro Encontro com Fenômenos Quânticos

    Em cursos introdutórios o primeiro contato dos estudantes com a física quântica geralmente segue um roteiro “histórico,” no qual os fenômenos que originalmente desafiaram a física clássica são abordados. No seminário discutiremos as limitações desse modelo e apresentaremos fenômenos, observados bem depois do desenvolvimento da mecânica quântica, que revelam de maneira particularmente simples alguns dos aspectos mais estranhos do mundo quântico. Uma aplicação desse enfoque ao ensino médio será relatada.

    https://if-ufrj-br.zoom.us/j/8297838539
    ID: 829 783 8539

  6. Seminário PEF – Rojans C. Rodrigues


    Resumo: No Ensino Médio e, também, em cursos introdutórios de Física em níveis mais elevados de escolaridade, a Lei da Gravitação Universal dos planetas é introduzida, postulando, primeiro, as três leis de Johann Kepler e, depois, a lei de Isaac Newton, do quadrado do inverso da distância ao Sol. A justificação das leis só é encontrada em cursos mais avançados em Mecânica. Nós apresentamos um material para ensinar a Lei das Áreas e a expressão analítica da lei da atração, o qual é inspirado na análise do movimento sob força central feita por Newton em Mathematical Principles of Natural Philosophy.

  7. Seminário PPGI-FisAplic – Angelo Marcio de Souza Gomes

    O Prof. Angelo Marcio de Souza Gomes (IF-UFRJ) apresenta o seminário:

    Refrigeração magnética: ainda uma promessa?

    Em 1997 a descoberta do efeito magnetocalórico gigante na liga metálica Gd5(Si2Ge2) trouxe a esperança de um processo de refrigeração mais ecológico e de maior eficiência energética. Passados 24 anos a refrigeração magnética ainda não se tornou viável e os sistemas atuais de refrigeração ainda são baseados, maioritariamente, em ciclos de compressão e expansão de gás que ainda são muito ineficientes e trazem uma preocupação ambiental muito grande. Neste seminário será apresentada o histórico da refrigeração, a alternativa magnética e os trabalhos desenvolvidos no IF-UFRJ.

    https://if-ufrj-br.zoom.us/j/8297838539
    ID: 829 783 8539

  8. Seminário PPGI-FisAplic – Vinícius Carvalho da Silva

    O Prof. Vinícius Carvalho da Silva (Universidade Federal do Mato Grosso do Sul) apresenta o seminário:


    Como as ciências morrem? Os ataques ao conhecimento na era da pós-verdade

    Neste seminário analisamos como o fenômeno da pós-verdade impacta a opinião pública por meio da criação de um ambiente hostil ao pensamento crítico e ao conhecimento científico. Movimentos negacionistas e obscurantistas atacam as instituições democráticas e negam a ciência, relativizando e pulverizando as noções de verdade e objetividade, promovendo uma desconfiança na possibilidade de tratarmos dos fatos e não apenas de narrativas ou versões. A partir de tal pano de fundo histórico e social, analisamos o papel dos estudos de ciências e propomos três níveis de reação; (a) Um papel mais ativo na proposição de políticas públicas e estratégias educativas em divulgação e ensino de ciências, (b) revisão dos fundamentos conceituais no campo dos estudos de ciências e (c) a defesa de uma imagem de ciência que resgate as noções de verdade, fato e objetividade e que contemple a ciência em sua dimensão existencial e não somente em sentido instrumental e utilitário.

    ARTIGO: https://periodicos.ufsc.br/index.php/fisica/article/view/74187/44850

    https://if-ufrj-br.zoom.us/j/8297838539
    ID: 829 783 8539

  9. Seminário PEF – Bruno Cezar Leandro Gimenez


    Resumo: Fenômenos como o arco-íris e a formação de miragens fascinam a todos. Perguntas como “Por que o céu é azul?” são frequentemente feitas por crianças. Todavia, tais temas muitas vezes não são abordados no estudo tradicional de ótica no ensino médio. Nesta apresentação discutiremos uma sequência alternativa para o estudo da óptica no ensino médio, no qual usaremos alguns fenômenos atmosféricos como motivação e também como fio condutor para a transição entre a óptica geométrica e a ondulatória.